2008-03-11

Nudez

Não sinto vergonha de despir-me pra vc. Não só a roupa mas também a alma. Chegamos naquele ponto máximo de cumplicidade onde sinto-me á vontade para mostrar-lhe tudo o que realmente sou. O belo e o feio. A doçura e a acidez. O grande e o pequeno. O meu melhor e o meu pior...
Não quero ter que usar contigo meus artíficios de camuflar defeitos...a ti quero entregar-me em minha totalidade sem temer teu julgamento diante das minhas contradições; e até aceito desfragmentar-me para atender aos anseios alheios, mas os seus jamais.
Com vc não quero ser metades, fragmentos ou pedaços incompletos, és a única pessoa nesse mundo que conhece todas as minhas faces, e essa é sem dúvida, a minha prova mais sincera de amor.


(Autoria Própria)


|


6 : Adicione seu Ingrediente (Blogger):

Marcelo disse...

Um lindo amor incondicional.
Ficção ou sua mais bela realidade?
O amor tem uma fase em que nenhum defeito atinge quem nos ama de verdade.
E apoiamos esse amor seja lá como ou quando ou em que situação ele estiver.
É assim que vale a pena amar...

Beijos, menina fofa =)

Narrador disse...

Gostei muito do texto. Exposição total, só com a coragem que o amor dá...bj

Lorita disse...

Jah me mostrei assim, de corpo e alma, mas nao recebi isso em troca... coisas da vida.
belo texto amada, belo texto.

bjm e aparece pra gnt prosiah, tu sumiu

Carolzita! disse...

belo texto,belo amor esse seu. Lindo mesmo!

bjs

Andréia disse...

adorei o post!! bela composição

beijos!

Tata disse...

Nossa, parabéns de novo!! Maravilhoso esse seu texto, viu.