2007-08-31

A última crônica

Tenho folhas e folhas que escrevi na tentativa de externizar o amor que eu não conseguia deixar de sentir por vc, mas essa sem dúvida será a última crônica que escrevo à seu respeito. Eu te amei tanto, te desejei tanto que hj quase nem acredito. Só eu sei a profundidade da dor que senti ao te ver partindo mesmo contra todos os meus apelos e vontade. Só eu sei o quanto foi difícil ver vc vivendo com outra pessoa os momentos q eu acreditava que deveriam ser nossos. A saudade ás vezes era tão lasciva que beirava ao desespero. Acho que esgotei em vc todo o meu estoque de dor, lágrimas, saudade, sofrimento, pq realmente foram dias cinzentos. Eu sabia que ia passar, que eu não ia morrer de amor, mas em alguns momentos eu cheguei a achar q ia sim. Eu nunca pensei que a gente poderia odiar lembranças boas, mas eu odiava cada lembrança daqueles instantes incríveis que nós vivemos juntos, pq elas me perseguiam, pq o cheiro delas estava impregnado por todos os lugares por onde eu passava, pq elas insistiam em te manter vivo dentro de mim quando tudo o que eu mais desejava era te matar pra sempre.
E hj é tão estranho lembrar que vc me despertou tudo isso algum dia...pq o tempo passou, demorou mas passou, trouxe com ele um novo amor e vc ficou estagnado numa parte do meu passado.
Não tem mais cheiro, não tem mais cor, não tem mais gosto. Simplesmente está lá estático em algum ponto que eu já nem me lembro bem onde é, como um fragmento da parte triste da minha história, que já não me causa mais dor...aliás,que já não me causa mais nada.

|


3 : Adicione seu Ingrediente (Blogger):

Marcelo disse...

Admiro você pela atitude em exorcisar, com suas belas linhas, um amor do passado.
Creio que essas lembranças devem sim ficar guardadas em algum lugar de nossa memória.
mas apenas como quadros na parece, ou como peças de uma colcha de retalhos que nos aquece nas madrugadas frias.
Jamais como um sonho a se retomar...

Lindo o que escreveu, realmente admirável.

Beijos, mocinha.

Cleopatra disse...

Estou precisando fazer isso...Mas creio que ainda não chegou o momento certo, Deus já está fazendo a obra d'Ele em minha vida...

Mas fico feliz pq vc conseguiu retirar algo que realmente as vezes se torna dificil para nós...

Bjim!!!!!!!

Jac C. disse...

Menina, cheguei a sentir um pedaço dessa dor por dentro, tamanha intensidade com que falas aqui.
Boas lembranças causando dor... (suspiros).
Bjs querida...