2008-02-01

O Bilhete

"Cin vc é a uma das pessoa que mais me conhece nessa vida.. que sempre soube me ouvir, perdoar, considerar, relevar, beber comigo, escutar minhas histórias, arrumar as amigas, tentar estudar comigo, fazer balada, churrascos, festas, viagens.. vixi.. tem história hein! Bom Cin.. vc é muito importante para mim.. mesmo estando longe, mesmo com todos os "percalços" que aconteceram por minha parte nesses 9 anos de amizade você mora no meu coração, não importa se longe ou perto nossa amizade é eterna pois vc é e sempre será a minha melhor amiga. Fica com Deus e se cuida...G."

Você decidiu seguir por um caminho que não faz parte das minhas trilhas. Ok, quem sou eu para interferir ou julgar as escolhas alheias, no entanto, não posso evitar esse gosto amargo de decepção quando penso em vc.
Nunca tivemos uma relação imaculada, existiram percalços (como vc mesmo disse), lágrimas e frustrações, mas existiu também perdão, risos soltos, cumplicidade e promessas de amizade eterna.
No pesar de tudo, eu sempre achava bonito a gente ter se perdoado tantas vezes...
Ai vc sumia e passava longos períodos sem dar noticia, algumas pessoas me diziam que vc não sabia cultivar amigos, que só aparece quando lhe convêm e que eu deveria te dar um gelo por isso... Eu sempre soube que elas estavam certas e sempre prometi que te daria um corretivo da próxima vez...Mas quando vc reaparecia depois dos seus longos sumiços, eu não conseguia disfarçar minha alegria e me repreendia intimamente por não conseguir ser dura como deveria e acabava sempre derrotada pelo seu abraço tão cheio de sinceridade e carinho e pela empolgação com que me contava detalhadamente tudo que perdi durante seus períodos de distância.
Toda vez que vc partia eu ficava com a incerteza do seu retorno e apesar de nunca te dizer, sentia que vc conseguia ler em meus olhos, por isso voltava depois de ter se despedido pra dizer: -Guria vc continua sendo minha melhor amiga viu?
E eu me sentia aliviada e guardava essas palavras como quem guarda um tesouro.
Até que tanta coisa aconteceu, tantas coisas lamentáveis e ambos sabemos que dessa vez o elo se rompeu totalmente...eu sempre fiz o que podia e algumas vezes até o que não podia pelo seu bem estar, sempre perdoei seus vacilos, suas ausências nos meus dias tão importantes, sempre quebrei seus galhos, sempre cuidei muito mais da nossa amizade e mesmo assim vc não foi capaz de entender meus motivos quando pela primeira vez eu não atendi a um pedido seu, pois este poderia me trazer um ônus pesado demais.
Vc se decepcionou comigo e eu cansei da sua ingratidão.
Hoje o que resta são as fotos de outrora, a nostalgia misturada à magoa, e esse bilhete que achei casualmente, mostrando que mesmo o que era pra ser eterno, ás vezes chega ao fim.

|


4 : Adicione seu Ingrediente (Blogger):

Vanuza Kelly disse...

"Entenda que amigos vão e vem, mas nunca abra mão dos poucos e bons!" E eu me pergunto, até que ponto são poucos, ou são bons... Nós sempre vamos vacilar e eles também. "...E aceita que, não importam quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando, e você precisa perdoa-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que leva-se anos para construir confiança e apenas segundos para destruí-la..." Shakespeare sabia das coisas... Estou vivendo algo parecido com sua mensagem e depois de um longo tempo eu cheguei a conclusão que é preciso ser amigo e mesmo que demore anos está alí para acolher quando o outro precisar, mesmo quando ele não faz igual, mas a gente se importa, a gente gosta, então... Eu sempre estarei aqui e um dia ela abrirá os olhos e verá...

Paz no coração...

Van

barb michelen disse...

Hello I just entered before I have to leave to the airport, it's been very nice to meet you, if you want here is the site I told you about where I type some stuff and make good money (I work from home): here it is

Anônimo disse...

Aposto que, lá no fundo do coração, você sempre soube, o que iria acontecer. Tenho amigos que desaparecem por longos tempos. Se a amizade foi estabelecida desta forma, porque não deixar para lá, arrumar um lindo amor e permitir que o tempo te mostre se esta pessoa vai voltar novamente? Pra que esquentar cabeça?

Tata disse...

Isso mexe com a gente, né. Eu sempre acho que as coisas não acontecem por acaso.